5 Dicas para fazer um bom currículo vitae

O currículo pode ser o fator determinante entre conseguir aquela vaga de emprego ou não. Isso porque a forma como o documento é organizado e as informações são apresentadas fará toda a diferença para o recrutador.

No entanto, muitos currículos são descartados em seleções de emprego por causa da aparência e de como as informações eram apresentadas. Não importa se o candidato possua muitas experiências, ótima formação e boas referências: se não souber organizar as informações, o CV será descartado.

Para que isso não aconteça com você no próximo processo seletivo, elaboramos 5 dicas para fazer um bom currículo vitae. Confira:

1. Seja direto e objetivo

Seja direto e objetivo

Essa dica pode parecer meio óbvia, mas muita gente acha que colocar muitas informações no currículo é sinônimo de sucesso. Esse pensamento está completamente equivocado. Colocar informações demais só para preencher espaço pode mais atrapalhar do que ajudar. E por conta disso, nossa primeira dica é: seja direto e objetivo.

Como? Faça um currículo específico para a vaga que deseja concorrer. O empregador definitivamente possui um foco e caso um candidato não seja bem claro e objetivo, o documento provavelmente será descartado. Portanto, não seja esse tipo de candidato que elabora um currículo com mais de uma página.

Coloque apenas as informações mais importantes para aquela vaga.

2. Não exagere no conteúdo

Não exagere no conteúdo

É muito comum ver um monte de informações desnecessárias no início do currículo. Informações como RG, CPF e os nomes dos pais, por exemplo, não são necessárias e muito menos desejadas. A questão é que o futuro empregador não precisa saber da numeração dos seus documentos ou o nome de seus pais. São detalhes que não farão nenhuma diferença positiva no processo seletivo.

Para acertar nessa parte, coloque apenas informações como: Nome completo, E-mail, Telefone de contato, Cidade onde reside e a idade ou data de nascimento.

É muito importante prestar atenção nos nomes utilizados no endereço de e-mail. Apelidos ou nome de personagens de filmes/séries/desenhos não pegam bem e podem gerar situações constrangedoras. A dica é criar um endereço próprio utilizar em processos seletivos.

3. Adicione foto apenas se for solicitado

Adicione foto apenas se for solicitado

Muita gente acha que é obrigatório colocar uma foto em seu currículo, mas é completamente o contrário. Só adicione uma fotografia caso seja solicitado pelos recrutadores. Nesse caso, procure uma foto que tenha um ar profissional.

Uma foto casual ou ruim pode acabar te prejudicando bastante no processo seletivo. Outro ponto a ser levado em consideração são as edições na fotografia. Evite manipular a foto ou realizar edições exageradas. Caso contrário, o recrutador poderá não levá-lo a sério como profissional.

4. Evite erros de português

Evite erros de português

Um erro de português básico pode comprometer todo o seu currículo. Para alguns pode parecer exagero, mas essa é a realidade do mercado de trabalho. Por isso, é muito importante reler as informações presentes em seu CV com calma e bastante atenção.

Caso o seu forte não seja português, não se preocupe. Peça para algum amigo ou conhecido que domine o idioma para poder revisar o seu currículo. É muito importante se assegurar que não há nenhum erro de digitação ou de gramática no documento.

5. Saiba montar uma boa estrutura

Saiba montar uma boa estrutura

Como você pôde ver, a forma como as informações são apresentadas farão totalmente diferença. Dessa maneira, mostraremos a seguir como deve ser a estrutura de um bom currículo vitae:


Dados pessoais

Esse é o início do currículo. As informações que deverão estar presentes são básicas:

  • Nome completo
  • Idade e estado civil
  • Número para contato
  • Endereço de e-mail

Objetivos

O seu objetivo profissional deve estar descrito logo abaixo dos dados pessoais. Nessa parte, faça uma descrição simples e objetiva, não ultrapassando duas frases. Foque em ações e resultados, e não em auto avaliação.


Experiência profissional

Essa parte pode ser complicada para aqueles que possuem pouca (ou nenhuma) experiência profissional. Ao adicionar as experiências, lembre-se de colocar as mais atuais no topo, com as informações:

  • Nome da empresa
  • Cargo
  • Período de trabalho
  • Atividades realizadas na empresa

Formação

Nessa parte insira as informações relacionadas a sua formação acadêmica, cursos técnicos, cursos livres, cursos de idiomas etc. Organize as informações dessa maneira:

  • Nome da instituição
  • O curso
  • Data de início e término

Depois dessas 5 dicas, você será capaz de fazer um bom currículo vitae e, assim, aumentar suas chances de conseguir aquele emprego. Lembre-se que o mais importante é manter um currículo organizado e objetivo. Evite a poluição visual com o excesso de informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *